Nova Saúde inicia campanha da vacinação contra Influenza

 

O Ministério da Saúde iniciou, nesta segunda-feira, 17, a 19ª Campanha Nacional de Vacinação Influenza em todo o país. E a Nova Saúde de Barra do Piraí se prepara para receber o público alvo da ação. O prazo se estende até 26 de maio deste ano e a vacina – produzida pelo Instituto Butantã – serve contra os tipos H1N1, H3N3 e a Influenza B. O “Dia D” contra a gripe acontece no dia 13 de maio, no Brasil inteiro, e, no municípuo, elas ocorrerão em todos os postos de Saúde e nas Estratégias de Saúde da Família (ESF), bem como no Posto de Saúde Albert Sabin.

 

O público alvo para a vacinação são indivíduos com 60 anos ou mais de idade; crianças de 6 meses a menores de 5 anos; gestantes em qualquer idade gestacional; puérperas – com até 45 dias após o parto e necessária comprovação; trabalhadores da saúde, públicos ou privados; população indígena; portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade, sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional; e professores de escolas públicas e privadas.

 

De acordo com a coordenadora do Programa Educação em Saúde, Mariléia Polidoro, há contraindicação àqueles que desejam se vacinar e que merecem atenção. Indivíduos com história de reação alérgica grave às proteínas do ovo, às proteínas de galinha, a qualquer componente da vacina, ou após a administração prévia desta vacina ou à outra vacina contendo os mesmos componentes, não devem participar da vacinação. Além disso, crianças menores de 6 meses de idade também são indicadas a não fazerem uso da prescrição.

 

“Sobre contraindicações, as pessoas precisam ter essa responsabilidade, principalmente quando estão inseridas neste contexto. Quando há insistência, devem ter essa referência advinda do médico em questão, que se responsabilize também. Quanto a algumas pessoas acabarem ficando gripadas depois de tomarem esta vacina, é normal; são reações. Mas, depois que isso passa, podem observar que elas acabam ficando menos gripadas ao longo do ano. É uma vacinação importante, principalmente aos idosos, portanto, pedimos que procurem o posto de Saúde mais próximo de sua casa para esta campanha”, frisa Mariléia.

 

Quando o assunto são filas e uma possível confusão com a campanha contra a Febre Amarela, Mariléia Polidoro diz que a população pode ficar tranquila. “Não existem filas para a Influenza. O que houve, neste primeiro dia, foi que juntou com os que tomam a vacina contra a Febre Amarela. Mas, aqui no Albert Sabin – onde ela está sendo feita –, nós dividimos em duas salas separadas. É natural que aumente mesmo, uma vez que esteja atingindo a população”, completa.

 

A secretária da Nova Saúde, Margareth Milward, vê a campanha chegando em um momento certo para o país, e, dentro do cronograma, vem mostrar que todas as demais, em seus respectivos calendários, estão funcionando bem. “Os barrenses podem ficar tranquilos quando o assunto é a Influenza. Tivemos um caso na cidade, de grande repercussão, do tipo B, mas que, conforme dissemos, não se tratava, em hipótese alguma, de um surto. Agora, dentro do calendário do Ministério da Saúde, vamos atender à demanda da população, que sempre espera por este momento de prevenção, que é a vacina”, aponta.

 

Por Frank Tavares

JoomShaper