Em reunião com secretariado, Mario Esteves fala de preocupação com a queda da arrecadação e pede mais economia

20170505_091226.jpg

 

O prefeito Mario Esteves se reuniu nesta sexta-feira, 5, com o seu secretariado, no Palácio 10 de Março. Após uma explanação do titular da pasta de Planejamento, Dione Caruzo, mostrando os gastos do governo frente às receitas, o chefe do Executivo falou da preocupação com a queda na arrecadação do município, que, segundo ele, diminuiu R$ 600 mil, na comparação de março para abril deste ano. Mario Esteves pediu aos secretários que economizem ainda mais e continuem fazendo os ajustes necessários para poupar.

 

Com o auxílio de um projetor, Caruzo expos o balanço financeiro da prefeitura de Barra do Piraí, relacionado ao primeiro quadrimestre de 2017. “Nosso maior custo fixo é com a folha de pagamento, que baixamos de R$ 7,5 para, no máximo, R$ 5,8 milhões. Isso significa uma economia de quase R$ 2 milhões por mês. Houve ainda os cortes nos contratos com fornecedores, prestadores de serviços etc. É assim que estamos atravessando este ano, mesmo com a grave crise financeira e a queda assustadora da arrecadação. Precisamos que os secretários continuem fazendo a economia necessária para que a população seja atendida cada vez mais em suas necessidades”, disse.

 

O procurador geral do município, Marcelo Macedo Dias, aproveitou o encontro para destacar o caráter técnico do governo: “Não é porque se fazia de um jeito antes, durante muito tempo, que continuaremos fazendo assim. Desde o início da nossa gestão, eu só dou parecer favorável àquilo que está dentro da Constituição Federal e da lei. A administração pública segue um princípio muito claro: só pode fazer o que é permitido, ou seja, o que está na lei. Não está na lei, não pode fazer. Pode ser pedido de A, B ou C; se for contrário à lei, é não e ponto”.

 

Pegando um gancho no discurso do procurador, o prefeito reforçou uma mensagem que vem adotando praticamente como um “mantra” de seu governo. “Que fique claro: nós não estamos governando para amigos. Estamos governando para a cidade. Acabou o tempo da ‘prefeitura de amigos’, em que o povo era o único que não ganhava nada. Estamos aqui para governar Barra do Piraí com foco nas pessoas, no que é prioridade para o bem comum. A boa é estar a serviço das pessoas, e não o contrário”, pontuou.

 

Mario Esteves frisou ainda a importância da austeridade e do choque de gestão nas contas públicas, principalmente com a arrecadação do município caindo. “Muita gente vê o nosso trabalho, os salários em dia, e acha que estamos nadando em dinheiro. Muito pelo contrário. A situação financeira da prefeitura é delicada, o que está nos salvando é simples: não existe corrupção. Não existe desperdício de dinheiro público. Tudo que se arrecada é, de fato, revertido em investimento e benefício para a cidade. Portanto, é fundamental que todos os setores do governo continuem se empenhando na mais correta aplicação dos recursos públicos”, finalizou. 

JoomShaper