Guarda Municipal intensifica fiscalização contra uso de cerol e linha chilena

cerol_.png

 

Agentes da Guarda Municipal intensificaram a fiscalização nas ruas de Barra do Piraí contra o uso da substância cerol e linha chilena. As duas são utilizadas no lazer daqueles que soltam pipas pelos céus do país. A GM, a exemplo de todos os anos, promove a operação em diferentes pontos da cidade, principalmente em épocas de férias e quando o vento é mais intenso, no Inverno brasileiro. O uso destas duas linhas é proibido por lei em todo território brasileiro, com previsão de apreensão, multa e, em caso de reincidência, prisão.

 

Segundo o comandante da Guarda Municipal, Enoch Mello, este ano a preocupação está ainda maior, sobretudo por conta de que os acidentes, envolvendo o uso destas duas linhas, ter feito vítimas em todo o país. Os maiores deles são motociclistas, que acabam se ferindo quando cruzam o caminho daqueles que estão soltando as pipas. Alguns chegam a óbito.

 

“Os índices de acidentes oriundos destas linhas cortantes se elevaram no país em cerca de 47% em relação ao ano passado. Por isso, estamos promovendo, toda semana, uma varredura em todos os bairros, aleatoriamente, aos usuários deste lazer. Quando encontramos a linha trabalhada no cerol – que é uma substância feita á base de vidro – ou linha chilena, nós recolhemos o material. Em caso de reincidência, se for maior de 18 anos, levamos para a delegacia; quando são menores, comunicamos aos responsáveis e acionamentos o Conselho Tutelar”, completa Mello.

 

O comandante disse que, em Barra do Piraí, no começo deste ano, considerada fora de época da utilização de pipas por “escassez de vento”, foram dois acidentados, sendo um motoboy e outro funcionário da prefeitura barrense. Ele disse, também, que os pontos de venda deste material estão sendo monitorados pela GM. Caso sejam pegos vendendo estes produtos, são conduzidos pra a delegacia.

 

“As as linhas servem para que os usuários ‘cortem’ o oponente, quando há o que chamam de cruzamento entre as pipas. O cerol é perigoso por conter farelos de vidro, não somente cortante, mas também que podem ser ingeridos por crianças; até mesmo o usuário pode se cortar. A linha chilena possui uma substância chamada de elastano, que não arrebenta com facilidade. Os adolescentes são conscientes, alguns já mostram que não têm esse material. Mas, há alguns que correm, deixando pra trás, e sabem que estão fazendo errado”, frisa Mello.

 

Saiba mais:

 

- O elastano - fibra sintética à base de poliuretano, usado na fabricação de tecidos elásticos.

 

- O cerol - nome dado ao composto formado a partir da mistura de cola com pó de vidro. Em alguns casos, usuários ainda adicionam pó de quartzo.

 

Alerta:

 

- A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), aprovou Projeto de Lei tornando obrigatório o uso da antena aos motociclistas, ajudando na proteção contra as linhas que podem cruzar o caminho destes veículos. Antes da multa em caso de não usá-la, há conscientização de 60 dias antes da notificação.

 

Por Frank Tavares com foto de Raoni Carmo

JoomShaper