Barra do Piraí foi percurso para maior prova amadora de ciclismo do mundo

WhatsApp_Image_2017_08_08_at_18.48.39.jpeg

 

O distrito de Ipiabas, em Barra do Piraí, foi trajeto da maior prova amadora de ciclismo do mundo. Os integrantes da Gran Fondo NY/Brasil passaram pelo local, que foi um dos pontos de apoio, após a largada e chegada no distrito de Conservatória, em Valença. A prova aconteceu no domingo, 6, e contou com cerca de 1,2 mil ciclistas de várias partes do planeta. Esta foi a primeira etapa deste circuito no país, em uma prova que teve seu embrião em Nova Iorque, nos Estados Unidos.

 

A Gran Fondo foi fundada em 2010, e a marca GFNY está presente em diversas cidades ao redor do mundo. A prova teve dois percursos: de 72 km e 160 km e chegou ao Rio de Janeiro neste ano. Ao todo, se inscreveram 1,2 mil ciclistas amadores e profissionais, que pedalaram pelas curvas da Serra da Beleza, encarando uma altimetria. Nomes consagrados do esporte nacional, como o do ex-técnico da Seleção Brasileira de Vôlei Masculino, Bernardinho; e amadora, como o empresário Antônio Garneiro, foram registrados na competição.

 

Sem premiação em dinheiro, a Gran Fondo entregou comendas como troféus e medalhas as participantes. Entre os homens, Antonio Garnero fez o melhor tempo, 04:29:18, seguido bem de perto por Orlando Neves, que chegou um segundo depois. Eder de Amorim foi o terceiro. A melhor entre as mulheres foi Marcella Toldi, com 04:46:29, seguida de Ana Paula Polegatch e Maria Gianella. “Uma das mais importantes provas do mundo do ciclismo pela excelência de sua organização”, disse o técnico Bernardinho a um site especializado.

 

Para Barra do Piraí, o evento, mesmo tendo sido Ipiabas um ponto de apoio no pórtico da cidade, foi de extrema importância, como apontou o diretor de Turismo, Luiz Antônio Zappa. Segundo disse, mesmo a largada e a chegada tendo ocorrido em distrito vizinho, a aglomeração de turistas em Ipiabas foi “excepcional”.

 

“Tivemos as pousadas e restaurantes lotados em Ipiabas neste evento. Isso mostra que temos que investir no esporte de aventuras, algo que vem sendo difundido neste distrito. Foi uma prova excelente. Já que estarão na região pelos próximos três anos, vamos torcer para que nosso distrito seja escolhido para ficar neste circuito; já estamos em largas conversações para que isso ocorra”, completa Zappa.

 

Por Frank Tavares com fotos de Luiz Antônio Zappa

JoomShaper